Informações Turísticas - 41º CONGRESSO PAULISTA DE FITOPATOLOGIA

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Informações Turísticas

Marília é um município brasileiro do estado de São Paulo. Fica distante da capital do estado 443 km por rodovia; 529 km por ferrovia e 376 km em linha reta. Localiza-se a uma latitude de 22º12'50" sul e a uma longitude de 49º56'45" oeste, estando a uma altitude de 675 metros. Sua população estimada pelo IBGE em 2009 era de 225.938 habitantes, sendo assim, a 13ª maior cidade do interior paulista em número de habitantes.
Geografia

O município de Marília está em toda sua extensâo situado sobre o ramo ocidental da serra dos Agudos que o atravessa de leste a oeste. Os contrafortes dessa serra terminam geralmente em paredões de grés revestidos de vegetação. Dentro do município recebe algumas denominações especiais: Serra de Avencas, Serra de Cincinatina (onde fica o Morro Redondo); Serra do Tiveron; Serra do Scomparim : Serra do Macuco e Serra de Casa Grande.
Imigração

Japonesa
Marília possui junto com Londrina uma das maiores concentrações de nipo-descendentes do interior do Brasil.
Na Cidade Marília, a comunidade nipônica criou o Nikkey Clube, clube em que se conserva as tradições japonesas. O time do Nikkey Clube de beisebol é um dos mais conhecidos no interior nessa categoria.
Anualmente, sempre no mês de abril, a comunidade realiza o Japan Fest, festival com diversas atrações destinadas ao público oriental entre elas a apresentação de grupos tradicionais japonesas, exposição de artesanato, concurso de beleza (Miss Nikey), além disso ficam a disposição do público diversos estandes onde se pode degustar da culinária nipônica ou até inscrever-se em uma das agência de empregos no Japão

Curiosidades

A Estação Rodoviária de Marília foi inaugurada em 1938, quando o município tinha apenas nove anos de emancipação, sendo a primeira Rodoviária do Brasil. Ela ficava na confluência das Ruas Espírito Santo (hoje Rua Armando Salles de Oliveira), Carlos Gomes e Avenida Mauá (atual Avenida Tancredo Neves).
Em 12 de abril foi fundado o Esporte Clube Comercial, que não teve o sucesso esperado pelos torcedores. Então em julho de 1947, em uma assembléia, o nome de Comercial foi mudado para MAC – Marília Atlético Clube, hoje time que representa a cidade em torneios estadual e federal de futebol.
Vinte e sete marilienses se juntaram ao Exército, na FEB (Força Expedicionária Brasileira) durante a 2ª Guerra Mundial, na Itália, partindo em 02 de julho de 1944, regressando todos em 16 de julho de 1945. Os marilienses mostraram bravura, mas um deles se destacou – Cabo Marcílio Luís Pinto, que recebeu a medalha “Silver Star”, por ato de bravura, concedida pelo Exército Americano, pelo General Mark Clark. Os demais foram agraciados com medalha da Cruz de Combate de Segunda Classe.
O primeiro arranha-céu construído em nossa cidade foi o Edifício Ouro Verde, em 1951, e que foi totalmente comercializado em um único dia.
O primeiro Diretor da Santa Casa de Marília foi o médico Carlos de Moraes Barros, neto do então Presidente do Brasil, Prudente de Moraes. Quem o contratou…Bento de Abreu Sampaio Vidal.
A TAM Linhas Aéreas S.A., maior empresa aérea do país, foi fundada em Marília. Ela surgiu como TAM (TAXI AÉREO DE MARÍLIA) em 1961, a partir da união de dez jovens pilotos de mo
nomotores. Na época, eles faziam o transporte de cargas e de passageiros entre o Paraná e os Estados de São Paulo e do Mato Grosso.
O Bradesco, segundo maior banco do país, foi fundado em 1943 em Marília, com o nome de Banco Brasileiro de Descontos. O primeiro caixa eletrônico do Brasil foi instalado em Marília, pelo Bradesco.
A primeira fotografia em 360º foi tirada em Marília, com a câmera inventada pelo fotógrafo ribeirão-pretano radicado na cidade e agraciado com título de cidadão mariliense, Sebastião Leme.
Marília está inserida no Guiness Book – o Livro dos Recordes. O feito foi conquistado em abril de 1992, pela Encarnação Olivas e Garcia Pacheco, a Vó Nena, que aos 81 anos se tornou a pessoa mais velha a saltar de paraquedas no mundo.
O atleta mariliense Tetsuo Okamoto recebeu a 1 medalha Olímpica em Natação, nas XV Olimpíadas, em 1952, em Helsinque, Finlândia.

 
 
 
Promoção e Realização
Agência
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal