Sobre a Fundação Shunji Nishimura - 41º CONGRESSO PAULISTA DE FITOPATOLOGIA

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Sobre a Fundação Shunji Nishimura

HISTÓRIA
Em 1979 o fundador da Jacto, Shunji Nishimura semeava mais uma de suas obras. De imigrante pobre, que veio do Japão apenas com sonhos e esperança, trabalhou como bóia-fria na colheita de café, foi garçom e mecânico.
Após ter construído uma das maiores fábricas de pulverizadores agrícolas do mundo começou a investir na formação de jovens para trabalhar na agricultura. Quando todos achavam que tinha cumprido sua missão. Mostrou que não estava satisfeito.
Resolveu retribuir ao Brasil e á agricultura por tudo que lhe ofereceram. Através da Jacto criou a Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia (FNST) e, em 1982, inaugurou o Colégio Técnico Shunji Nishimura; em 1989 o Colégio Shunji Nishimura; em 2005 a Escola Profissionalizante Chieko Nishimura e ainda um Museu, onde registra toda a trajetória do próprio fundador, da Jacto e da Fundação.
Após três anos de estudos e de vivência na Fundação, os alunos do curso de Técnico em Agricultura, já são mais de 1000 alunos formados que conheceram uma nova filosofia de vida: a filosofia Nishimura, que entre o Japão e o Brasil soma mais de cinco séculos de conhecimento e tradição.
Assim, enquanto muitos continuam sendo preparados, esses homens estão aplicando e transmitindo os conhecimentos para os Campo da agricultura e da vida.
Como diz Shunji Nishimura:
"É preciso, sempre, semear mais vida”.


Texto extraído do website
http://www.fsnt.com.br/sobre-a-fundacao/

 
Promoção e Realização
Agência
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal